Hoje,
Quebro castanha
No café
Da manhã.
Tiro cascas
E saboreio a vida!

O café preto,
A castanha branca
E a farinha amarela
Dão gosto ao meu dia!

Hoje,
Só quero
Quebrar as horas,
Estourar o tempo
E partir…
Atrás do fruto escondido.

Compartilhar
Salomão Amazonas Barros
Poeta e folclorista, atributos que herdou de seu saudoso pai – o popular Zé Barros. Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui