O Brasil está sendo considerado, depois dos Estados Unidos, como o segundo país com maior prevalência da Síndrome Metabólica. O que é Síndrome Metabólica? É um conjunto de fatores de risco que se manifestam num mesmo indivíduo, tais fatores aumentam as chances de desenvolver doenças cardíacas, derrames e diabetes. Esta síndrome também é conhecida como Síndrome da resistência à insulina, pois devido aos maus hábitos alimentares, obriga nosso pâncreas a produzir mais Insulina elevando o seu nível no sangue.

Infelizmente esta síndrome é consequência da falta de cuidado com a nossa própria saúde, sendo o maior fator de risco a obesidade, alimentação inadequada e o sedentarismo, ou seja, tudo o que fazemos de errado com o nosso corpo. Os nossos hábitos da vida moderna são os nossos maiores inimigos como comer desproporcional mente em relação ao peso e altura, não realizar nenhuma atividade física, não dormir o mínimo de horas proporcionais à sua idade, viver sempre muito estressado, beber exagerada mente bebidas alcóolicas e café, fumar e principalmente manter uma alimentação rica em gorduras saturadas e hidratos de carbono.

A maioria das pessoas não percebem os sintomas no cotidiano, a síndrome se caracteriza quando o paciente apresenta três ou mais fatores de riscos que são: grande quantidade de gordura abdominal, homens (mais de 102 cm) e nas mulheres (maior que 88 em), pressão arterial acima de 130/85 mmHg, glicemia acima de 150, HDL, o colesterol bom, em homens, menor que 40mg/di e em mulheres, menor que 50mg/di, triglicerídeos igualou superior a 150mg/dL.

A obesidade é um grande fator de risco para desenvolver a Síndrome, pois a gordura atrapalha o funcionamento do metabolismo causando a resistência à insulina que consequentemente eleva a pressão arterial.

Tratar estes pacientes requer uma equipe multiprofissional, mas inicialmente você pode buscar ajuda com um endocrinologista que lhe indicará o tratamento adequado. A Síndrome implica problemas de saúde e afeta também a vida familiar e social, pois a morte precoce ronda o paciente deixando debilitado e em muitos casos em depressão.

Então aconselhamos fugir, dos vícios e mau comportamento para viver cada vez melhor!

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui