*Francisco de Abreu Cavalcante

Quimera latente,
Quimera presente,
São almas que existem
Cá dentro da gente.

II

Por onde estivermos
Na terra ou no além,
Em tudo que é existente
Há Quimera também.

III

A nossa quimera é bonita,
Ou pode ser aterrorizante,
Do anjo ou demônio que
Dentro de nós, é tão fascinante!

IV

O que apresentamos por fora,
São traços de belos fantasmas,
Guardando as nossas Quimeras
Em formas de anjos de plasmas.

V

A Quimera angélica na vida
Para o homem é encantador,
Em cada ser que habita
Reflete o seu esplendor.

VI

A minha Quimera é sagrada
Porque Deus assim o quis,
É horrenda, mas é angélica,
Com ela me sinto feliz.

*Poeta e professor aposentado, natural de Itacoatiara. Graduado em Letras, Língua Inglesa. Integrante do Coral João Gomes Júnior.
Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui