O envelhecimento populacional é um fenômeno universal, Ó aumento da expectativa de vida foi conquistado gradualmente pelos avanços da medicina, redução da taxa de fecundidade, melhoria na infraestrutura das cidades e pelas eficácias das vacinas em proteger a população de vírus que antigamente dizimavam habitantes em nosso planeta.

No continente europeu por exemplo, o fenômeno foi acompanhado por sistemas que oferecem uma estrutura mais preparada para aqueles que tiveram o privilégio do envelhecimento como: acessibilidade, saúde e lazer. Já em nosso país, o crescimento acelerado da população de indivíduos acima de 60 anos de idade nas últimas décadas foi tema de estudos para a necessidade de soluções sociais e controle das doenças crônicas. Temos modelos de referência em todo o Brasil, como a criação das Universidades Abertas da Terceira Idade, centros de convivência da família e departamentos de gerontologia nas universidades públicas.

Contudo, recentemente o mundo foi atingido por uma onda devastadora onde um vírus com alto poder de contaminação compromete sistemas de saúde do mundo inteiro e aumenta taxa de mortalidade na população idosa. Enquanto cientistas buscam estudos de medicamentos e vacinas para conter este contágio, órgãos internacionais de saúde orientam a medida mais cautelar neste momento pondo o planeta em quarentena para proteger nossos idosos. Por quê? Vejamos. O processo do envelhecimento está envolvido nas’ perdas de funções gradativas em nossos processos biológicos: ouvimos, enxergamos e sentimos menos perdemos massa muscular e todo nosso sistema orgânico de defesa também fica reduzido na capacidade de se defender das agressões externas corno vírus, bactérias e fungos. Por este motivo que foram desenvolvidos mecanismo de acelerar a recuperação da capacidade de defesa corno as vacinas. Enquanto não há estudos conclusivos, a única opção para proteger as pessoas em risco de vulnerabilidades é o isolamento. Além dós idosos temos também o agravamento dos casos da doença por pessoas com algum desvio na saúde corno os portadores de doenças crônicas (diabéticos, hipertensos, cardíacos) etc.

Nesta pandemia causada pelo coronavírus é desenvolvida uma doença chamada covid-19 que afeta nosso sistema respiratório e causa complicações graves em breve espaço de tempo, necessitando ‘assim de leitos nas unidades de terapias intensivas e de mecanismos para auxiliar na recuperação da pessoa doente.

Nenhum sistema de saúde comporta um número expressivo de pessoas em leitos de UTI, por isso a necessidade de isolamento, para que a propagação do vírus seja reduzida o máximo possível e todas as pessoas acometidas por covid-19 e por outras doenças possam ter o acesso digno a seus, tratamentos.

Portanto, parece injusto sacrificar o abraço de nossos familiares nestes dias tão difíceis, mas o melhor que podemos fazer para proteger aqueles que amamos é o isolamento físico. Resguarde a saúde evitando aglomerações, faça higiene preventiva lavando bem as mãos, evite o contato. das mãos com a face., tome I banho ao chegar em casa, hidrate-se constantemente, procure manter uma alimentação saudável e também busque zelar pela sua saúde mental, lendo livros, ligando para os netos, assistindo filmes e novelas e por último dormindo bem que fortalece a imunidade!

Cuidem-se!

Compartilhar
Euler Ribeiro
*Amazonense de Itacoatiara. Médico, MD. PhD em Geriatria e Gerontologia. Ex-secretário de Saúde e ex-deputado federal pelo Estado do Amazonas. Fundador e atual Reitor da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade. Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui