Socorro… corram… Salve-se quem puder…
O tatu, a jiboia, o jabuti, o maguari, o uirapuru,
A lontra, o jacaré-açu, a onça-preta, o quatipuru,
A cotia, o veado, o ticoã, a paca, a murucututu,,
O japiim, a macucauá, o gavião-peréu, o bem-te-vi, a sucuriju,
A inambu, o tucano araçari, o pica-pau,o sapo cururu,
O beija-flor, o galo-da-serra, a mucura, o jacuraru,
A arara, o macaco-cheiro, o macaco-coatá, o sabiá,
O peixe-boi, o tamuatá, o iaçá, o periquito, o tangará,
O tamanduá, a garça-guará, a curica, o matá-matá…
Todos têm medo do bicho-papão.
Até a onça-pintada, coitada!
Fica amarela de medo,
Quando, por entre o arvoredo,
Vê o homem caçando ou pescando,
Invadindo a floresta,
Matando os bichos de sede e fome.
Para os outros bichos ele não presta,
Ele não presta não.
Ele é o bicho-homem
O pior bicho-papão.

Compartilhar
Ana Peixoto
*Amazonense de Manaus. Escritora, professora e filósofa. Poeta, ensaísta e autora de livros infantis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui