À companhia de pés-grandes,
Acordo cercado,
Cercado por eles.
Gigantescamente,
À sombra deles.
Descubro-os
Sem perigo,
Imóveis,
Mansos,
Amigos.
Grandes pés,
Do Curupira, mais amigos,
Para mim, mais abrigos,
Em seus seringais,
Em seus castanhais,
Em meus matagais.

Compartilhar
Salomão Amazonas Barros
Poeta e folclorista, atributos que herdou de seu saudoso pai – o popular Zé Barros. Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM. Membro da Academia Itacoatiarense de Letras e do Instituto Geográfico e Histórico de Itacoatiara.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui