Na próxima semana celebraremos nacionalmente o Dia do Idoso. Em nosso país é considerado idoso todo cidadão com idade igualou superior a 60 anos de idade, sabemos das transformações que vivemos com os novos conceitos do envelhecimento em nossa sociedade, dos desafios e discriminações sofridas por todos aqueles que tiveram o privilégio de envelhecer, mas especialmente hoje quero me despir da ciência e de todas as mazelas, desejo a poesia do amadurecimento e a nossa percepção que não trazemos absolutamente nada a este mundo a não ser a nossa própria vida.

Passamos tantos anos de nossas vidas sem nos darmos conta o quão rápido é o senhor tempo, focamos a maior parte dele no trabalho, o que é muito digno, mas muitas vezes não compartilhamos aquilo que acumulamos, seja experiência ou conhecimento. E de repente somos surpreendidos pela velocidade dos acontecimentos e quando acordamos chegou o outono! Metaforicamente o outono representa todo o desprendimento de um novo ciclo, o desabrochar para uma nova etapa da vida que requer mais paciência e mansidão.

Desfrutamos deste ciclo? Na maioria das vezes não!

Então acordem e comecem a usar cada segundo que lhe resta vivo! Faça com que seus sonhos virem realidade, sempre acreditando neles e vibre com isto! A cada minuto que passa é menos um minuto na sua vida.

Aproveite a vida a cada momento, acredite que este dom divino que Deus lhe proporcionou é para ser desfrutado da melhor maneira. Divirta-se muito, de preferência com os membros da sua família.

Compartilhe com os mais próximos um pouco da sua alegria. Fuja das intrigas que não constroem nada; só destroem. Busque os amigos e não faça ” inimizades, e se porventura acontecer algo estranho que fez você se afastar de alguém, reveja a situação e perdoe! Perdoar é libertador e acalma a alma.

Lembre-se sempre de que não levarás nada contigo, pois quando partires será tão igual como chegastes:

sem bagagens da vida.

Ficará apenas o legado de sua história, será boa ou má?

Portanto, aproveite esta expectativa ampliada de vida para viver cada segundo com muita alegria e paciência para enfrentar os dias difíceis, compartilhe também bens materiais com os que necessitam de um pouco mais, deixe lembranças maravilhosas por onde passar e viva plenamente o outono da tua própria vida!

Compartilhar
Euler Ribeiro
*Amazonense de Itacoatiara. Médico, MD. PhD em Geriatria e Gerontologia. Ex-secretário de Saúde e ex-deputado federal pelo Estado do Amazonas. Fundador e atual Reitor da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade. Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui