A hipertensão é uma doença crônica degenerativa e silenciosa que se dá em função de alterações vasculares, que aumentam a pressão no território vascular periférico. As condições que levam a isso, além de fatores genéticos, é comer desordenadamente. Entre as consequências, a hipertensão arterial altera a filtração glomerular do rim, ajuda na receptação intravascular das gorduras saturadas, fazendo a obstrução dos vasos sanguíneos. Com a obstrução, o coração precisa fazer mais esforço pra alimentar as células.

Pessoas sedentárias, obesas, que consomem álcool, tabaco e outras drogas estão pré-dispostas a terem ‘pressão alta’. A maioria das pessoas não fazem o controle e a hipertensão quase não apresenta sintomas até sua fase mais avançada. É preciso fazer um check-up anualmente, principalmente depois dos 30 anos. Quem também tem dificuldade com o sono deve ficar alerta, pois pode ser um componente que altera a hipertensão. É preciso fazer caminhadas diárias, exercícios musculares e exercícios respiratórios, controlar o peso corporal e ter cuidado com o estresse, que também pode causar a doença.

Compartilhar
Euler Ribeiro
*Amazonense de Itacoatiara. Médico, MD. PhD em Geriatria e Gerontologia. Ex-secretário de Saúde e ex-deputado federal pelo Estado do Amazonas. Fundador e atual Reitor da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade. Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui