(Tributo à Pedra Pintada)

 

Desde cedo,

moro na Pedra!

Uma Pedra com vida!

Dura vida!

Daí minha existência pétrea!

Sonhos britados.

Mundo petrificado.

Verso marmorizado.

No caminho das pedras,

Prossigo!

Uma me traz sorte,

outra traça meu destino!

Algumas, em mim jogadas,

Outras, por mim atiradas!

Pedra até o fim!

Preciosa Pedra!

Compartilhar
Salomão Amazonas Barros
Poeta e folclorista, atributos que herdou de seu saudoso pai – o popular Zé Barros. Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui