Frutos Amazônicos
Frutos Amazônicos

Hoje em dia o mundo todo corre atrás dos frutos amazônicos, especialmente do açaí, do guaraná, do camu-camu, do cubiu, da graviola e de todos os frutos desta mesma família, pois comprovada mente os derivados da anonna muricata, como o biribá, ata ou pinha, também conhecida como fruta do conde, têm princípios anticarcinogênicos comprovados cientificamente.

Recentemente iniciou-se uma pesquisa científica juntamente com a Universidade Federal de Santa Maria do Rio Grande do Sul, com os pesquisadores Ivana Cruz, Fernanda Barbisan e sua equipe, do Laboratório de Biogenômica da referida Universidade, cujo objetivo é criar um produto nutricional composto de sirtuínas próprias do açaí, do guaraná e do camu-camu, todos os frutos já pesquisados, porque suas sirtuínas possuem ação anti-câncer e anti-diabetes que evitam a sarcopenia própria do envelhecimento, que nada mais é do que perda acelerada das fibras musculares, que leva as pessoas idosas à fragilidade.

O camu-camu, por exemplo, tem a maior concentração de ácido ascórbico (vitamina C) entre todos os frutos conhecidos no mundo e também é reconhecido como um dos melhores antioxidantes do planeta terra.

Antioxidantes nada mais são do que as substâncias que evitam a morte celular por oxidação.

Por este motivo a Ásia vem tentando levar estes frutos para serem produzidos por lá e concorrerem no mercado internacional não somente como alimentos, mas também como produtos farmacológicos para estender a própria vida.

Assim alertamos as autoridades amazônicas para investirem massivamente na mão de obra dos homens da floresta que podem se dedicar a produzir fibras da juta e da malva, trabalho intenso que gera pouco retorno financeiro e que pela natureza do trabalho dentro d’água acabam por gerar doenças graves.

Assim sendo a atual direção da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas – FAPEAM,juntamente com a Universidade Aberta da Terceira Idade da Universidade do Estado do Amazonas – UnATI/UEA, pretendem realizar pesquisas científicas para unir os derivados maravilhosos dos frutos já citados para colocar no mercado nacional e internacional produtos que beneficiem a saúde das populações e cujo retorno possam propiciar a continuidade destas instituições de pesquisas.

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui