Hoje é um dia muito feliz, no dia 01 de outubro celebramos o dia nacional do idoso e se você, caro leitor, já completou 60 anos de idade, pode festejar, afinal envelhecer é um privilégio e a felicidade não é uma estação e sim o caminho percorrido. Por falar em felicidade, quero propor um dia feliz, sim, sabemos de todos os desafios e limites que a idade nos impõe, mas olhe ao seu redor, respire fundo, sinta-se vivo, você é um sobrevivente na estrada da vida e a felicidade genuína não precisa de holofotes, está nos pequenos prazeres da vida, costumo dizer que os mais velhos conseguem desfrutar os melhores momentos de felicidade, pois já sofreram muito e sabem o valor de um simples sorriso.

Entre nós mortais não é próprio o sentimento de felicidade constante e permanente, aliás, desconfia-se da felicidade que sufoca, na vida há espaço para tudo, até para a tristeza, basta conduzir com equilíbrio cada sentimento despertado, mas se acaso a felicidade bater a sua porta, deixe-a entrar, valorize a satisfação plena alcançada por um momento ou até por um tempo bem razoável, quando estamos com a paz interior fluindo, percebemos melhor estes momentos que vem acompanhado de um sorriso espontâneo ou até mesmo uma gargalhada sem medos de etiquetas sociais.

Às vezes perdemos tempo na busca incessante de momentos de felicidade, esperamos um amor de verdade, uma família organizada, um filho perfeito, um trabalho ideal e muitas vezes quando conseguimos tudo ainda não é o suficiente, estamos sempre buscando algo que nos preenche, por isso na vida só há perfeição na divindade e podemos até padecer por vislumbrar um mundo fantasioso.

Ser feliz é relativo, portanto, o que serve para mim pode não servir para você, está dentro de cada um, para este idoso quem vos escreve a verdadeira felicidade é estar com a saúde plena e gozar de bons momentos com a família e amigos, tratar todos com respeito e sonhar sempre com projetos novos e transformá-los em realidade.

Cientificamente a felicidade está associada a fatores biológicos, em particular seu funcionamento depende de alguns neurotransmissores: a oxitocina, a serotonina e a dopamina. Estes três hormônios complexos podem ser produzidos também com a ativação da Vitamina D em nosso corpo, com a prática de exercícios aeróbicos, como a caminhada, com a convivência em grupo de amigos, e com a valorização do contentamento pessoal como sua principal motivação.

Portanto, aproveite seus momentos de felicidade, seja grato pela sua vida e idade, viva sempre o hoje, o presente, escolha a felicidade sem dificultar o caminho, não alimente os sentimentos de inveja, raiva, não se compare com os outros, aceite suas virtudes e defeitos.

Sempre que possível pense positivo, esperando que tudo venha de maneira benfazeja que tudo virá de acordo com seus desejos.

Felicidade você constrói com sabedoria, amor, perdão, partilha. Transmita esta felicidade, ame com o coração aberto de verdade, e por fim seja o seu principal projeto na vida. Seja feliz!

Compartilhar
Euler Ribeiro
*Amazonense de Itacoatiara. Médico, MD. PhD em Geriatria e Gerontologia. Ex-secretário de Saúde e ex-deputado federal pelo Estado do Amazonas. Fundador e atual Reitor da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade. Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui