Entre Nós(5)

0
812

Nem sempre as novas descobertas são factíveis de serem usadas por todos os seres vivos.

A todo instante a moda feminina se modifica com uma velocidade muito grande, um dia a saia é curta, no dia seguinte já cobre os pés e assim tantos outros artifícios acabam por escravizar as mulheres.

Na Medicina acontece um fenômeno muito parecido, a cada descoberta de novos medicamentos, a propaganda da indústria farmacêutica faz com que rapidamente todo o mundo da ciência médica acabe por tomar conhecimento. Contudo, nem sempre as novas descobertas são factíveis de serem usadas por todos os seres vivos. Assim podemos dizer que na Medicina também tem moda. Desde os tempos imemoriais, os homens sempre desejaram ser eternos e por isso faziam qualquer coisa no sentido de prolongarem a própria vida.

Logo já foi usado o Elixir da Longa Vida, asas de barata contra a gripe espanhola, fezes de cachorro (jasmim de cachorro) torrado e feito chá como tratamento de sarampo, bismuto como preventivo de sífilis, injeção de macerado de testículo de cachorro para manter a ereção por toda vida, que matou milhares de homens na França no século XIX, por cólera ou por septicemia. E hoje em dia quantas descobertas farmacêuticas estão sendo usadas desordenadamente tais como o Gingko Biloba, como uma espécie de elixir de longa vida que previne o Alzheimer, mantém a memória e tantos outros benefícios. Porém quero alertar que este princípio ativo proveniente de um tubérculo usado tradicionalmente nos países asiáticos com objetivos os mais diversos, quando tomado em concentrações elaboradas na indústria, tem uma capacidade vasodilatadora cerebral fantástica. Assim, quem é hipertenso corre o risco de ao usar este medicamento, promover uma vasodilatação tão intensa capaz de romper um vaso e promover um acidente vascular cerebral com risco de morte.

Como podemos ver, a moda faz com que as pessoas desavisadas acabem correndo riscos desnecessários. Dietas das mais incríveis, uso indiscriminado de hormônios, vitaminas em excesso, Ômega 3, 6 e 9 … Cuidado, pois os hormônios mal utilizados podem provocar câncer de mama, pulmão, útero e próstata.

Comprovadamente por pesquisa científica o uso do Ômega sem manter o balanceamento entre o Ômega 3 e 6, pode provocar irritação do revestimento interno dos vasos arteriais e um processo inflamatório capaz de precipitar o colesterol LDL, que é o mau colesterol, que acaba por fazer obstrução de vasos no coração e no cérebro, levando à antecipação da morte e limitando com isto a longevidade.

Portanto fica um alerta contra a moda na Medicina. Não tomem qualquer medicamento sem a prescrição de um médico especialista. Fujam de tudo que todos estejam usando só porque está na moda. Preserve a sua vida!

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui