Hoje se fala muito em EPIGENÉTICA, que nada mais é do que as mudanças genéticas com alterações sensíveis do DNA, para o bom e ou para o mau funcionamento da “economia orgânica” de cada um de nós.

Sendo assim, devemos nos preocupar muito em saber coisas simples que podem favorecer ou prejudicar a própria vida. Sabemos que ambientes contaminados com lixo, a falta de higiene consigo e com o meio ambiente, maus odores, atmosfera poluída, ruídos abusivos acima dos decibéis que o ouvido suporta, álcool em excesso, tabagismo, alimentos contaminados, gases nocivos exalados na atmosfera, estresse, falta de sono adequado, sedentarismo, alimentos ricos em gorduras saturadas e etc., tudo isto já comprovado por pesquisas científicas de credibilidade, são responsáveis por estas mudanças genéticas inapropriadas. Contudo, se nós nos preocuparmos e se fizermos tudo adequadamente, a Epigenética será sempre favorável, multiplicando anos de vida com qualidade.

A dieta, portanto, é fundamental. Você tem que escolher melhor seus alimentos: dê sempre preferência por verduras e frutas, peixe, clara de ovo, carnes magras e muito líquido, nunca menos que 30 ml de líquido de qualquer natureza por cada kilograma de peso/dia, sem abusar de bebidas alcoólicas.

Entres frutas e verduras, podemos citar quais são as mais benéficas: laranja, acerola, carambola, araçá-boi., taperebá, graviola, cupuaçu, carnu-carnu, limão, couve e pimentão de qualquer cor. Estes são muito ricos em acido ascórbico (VITAMINA C), antioxidante por excelência e aumentam a imunidade.

Vegetais tais como: couve, espinafre, feijão verde, jambú, agrião, cebolinha, cheiro verde, ricos em ácido fólico que auxilia na absorção de ferro evitando anemias, acelera a produção de macrófagos, que são glóbulos brancos do sangue que aumentam a imunidade.

Carnes, e cereais como grão de bico, lentilha, castanhas, sementes e leguminosas são ricas em Zn (zinco) que aumenta a imunidade protegendo sempre contra gripes e resfriados.

Nozes, castanha da Amazônia, amêndoas e óleos vegetais (girassol, milho, canola, soja) são ricos em vitaminas e muito benéficos para idosos que perderam ou diminuíram suas funções pela idade e baixaram a imunidade.

O tomate rico em licopeno protege o coração de eventos cardiovasculares e a próstata contra o câncer comum em homens de idade tardia.

A nossa castanha rica em Selênio, que é forte antioxidante e que combate radicais livres aumenta muito a imunidade.

O Ômega 3, 6 e 9 que existem em grandes frações no azeite de oliva, peixes do fundo mar e mais ainda no nosso JARAQUI, protegem as artérias contra o processo de inflamação e obstrução por agregação de gorduras saturadas nas paredes das artérias alimentando desta forma a nossa imunidade.

O gengibre, riquíssimo em Vitamina C e 86, e ainda contém ação bactericida, protege contra infecções do trato respiratório alto (nariz, boca, faringe,).

A pimenta é rica em capiciacina, substância importante no processo digestivo, protege o coração, ainda é rica em provitamina A.

Tucumã, buriti e pupunha são riquíssimos em betacaroteno sem os quais é impossível viver, pois estimula junto com o magnésio a gandula TIMO a acelerar a produção de linfócitos T, que é um dos maiores fatores de proteção imunológica. Assim como os repolhos roxos ricos em quercitinas entre estes o resveratrol aquele mesmo que existe na casca da uva escura que produz o vinho e que é referência como antioxidante.

Assim aconselho usar mais no dia a dia a clara de ovo, tapioca em vez de pão de trigo, peixe, verduras frutas e muita água. Tenha seu sistema de defesa revigorado e viva cada vez mais com qualidade.

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui