*João Bosco Seabra da Silva

 

  I
Se Ita pa rica
se Ita baiana
se Ita buna
se Ita ipava
se Ita amara ti
por que não Ita c’oa tiara
Ita cacá
Ita pioca
Ita perebá?
Itaqui, Itacolá
Itaqui, Itacacá
Itaquá, Itaquá …Itacoatiara

   II

Eita tia, eita tiara
quem tá c’oa tia, tá c’oa tiara!
Eita tia, eita tiara
Quem tá c’oa tia, tá c’oa tiara!
Peguei um ita no sul e uma tiara no norte
fiquei sem rumo e minha sorte
foi bater aqui c’oa tiara
Se ita é pedra e tiara é coroa
o resto é todo pintado
ou  é farinha de broa
O rio que passa na frente
ficou amarelo de medo
que a tiara caísse pra fora da canoa
Eita pedra pintada!
Foi nessa pedra da vida
que a nossa foi pintada
muito vinho de cupu, de açaí e goiaba,
mari-mari e bacaba
Eita pedra pintada,
Lá fora o sereno é garoa
enquanto o rio treme-treme ao desfile da canoa
emocionado com o vento que canta aos seus ouvidos
um melodioso alarido: Eita tia, eita tiara
quem tá c’oa tia, tá c’oa tiara!
Eita tia, eita tiara
Quem tá c’oa tia, tá c’oa tiara…!

 

*Poeta itacoatiarense.
Compartilhar
Autor Externo
As publicações são fontes externas de outros veículos de comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui