Estamos em época de festas. Natal e Ano Novo. Então vou aproveitar para dar algumas dicas. Dica é uma boa indicação. É o que alguns chamam de macete ou bizu. Resolvi então oferecer aos meus poucos leitores, algumas dicas para os réveillons. A palavra réveillon significa reanimar, despertar. Em francês, réveillon, é “acordar”, “deixar de dormir”, Na França de hoje, réveillon é o nome da festa noturna no dia antes do Natal e no dia antes do Ano Novo. Assim, na verdade existem dois réveillons. E as dicas são para os dois. O réveillon de Natal e o réveillon de Ano Novo.

Interessante é que na França, o termo é usado mais comumente no Natal. No Ano Novo chama-se Réveillon de São Silvestre, pois o dia 31 de dezembro é o dia de São Silvestre. Nós aqui só usamos réveillon especificamente para a virada do ano.

Como já dito, essas dicas servem para o réveillon do Natal e do ano Novo. Todavia, algumas parecem ser mais apropriadas para o réveillon de Natal. Outras são “bizus” para o Ano Novo. Obviamente ninguém precisa segui-las. Mesmo porque se conselho tivesse valor, ninguém os dava. Vendiam-se.

Dica nº 1. Não precisa se preocupar com a cor da roupa do réveillon. A paz não está no branco da sua roupa, mas nas suas atitudes. A riqueza vem com o trabalho e não com o amarelo da sua roupa. O vermelho serve mais para torcer para o Garantido do que arrumar um novo amor. E lembre-se, Jesus foi envolvido por Maria com alguns poucos panos disponíveis.

Dica nº 2. Não importa o local que você vai estar durante a festa. Hotel 5 estrelas, resort de luxo, restaurante caro da moda. Lembre-se que Jesus nasceu numa estrebaria. Um tipiti, como os caboclos chamam as choupanas da floresta.

Dica nº 3. Não se preocupe com os presentes. As famosas lembrancinhas. Você não é o aniversariante e as pessoas também não estão fazendo aniversário. Salvo algumas como minha amiga Natalina que nasceu dia 25 de dezembro. Ele, O Menino Jesus é que faz aniversário. Ah! Não houve amigo oculto entre a Sagrada Família e os pastores que vieram adorar o Menino Deus.

Dica nº 4. Também não precisa se preocupar com a comida. Não se tem notícia de que os pastores levaram pirarucu de casaca, pernil ou bacalhau para a gruta onde estava a Sagrada Família.

Dica nº 5. Esqueça ostentação e lembre-se que o Natal é período para exercer a humildade e o amor. A maior lição de Jesus é o AMOR. Evite a raiva, seja gentil, não se preocupe, seja honesto e sempre grato a Jesus. Ele que todos os anos se faz Menino para nos salvar.

FELIZ NATAL! FELIZ ANO NOVO!

Compartilhar
Pedro Lucas Lindoso
*Bacharel em Direito e licenciado em Letras pela Universidade de Brasília. Membro efetivo do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas. Pertence a Associação dos Escritores do Amazonas e a Academia de Letras Ciências e Artes do Amazonas. Membro fundador da Academia de Ciências e Letras jurídicas do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui