A Degeneração Macular Relacionada a Idade (DMRI) é a causa mais comum da perda da visão depois dos 50 anos de idade. É uma doença que afeta a mácula, parte da retina responsável pela visão central, causando sua degeneração por depósitos de restos celulares.

A maioria das pessoas não conhecem a DRMI até se depararem com a perda gradativa da visão, porém nos estágios iniciais poucas pessoas apresentam os sinais da doença, somente após a evolução da enfermidade que começam a aparecer os sintomas que são: visão borrada, pontos luminosos, manchas no centro da visão, diminuição da sensibilidade aos contrastes de luz, linhas distorcidas e tortuosas e necessidade de iluminação mais intensa para leitura.

Existem dois tipos de DMRI: a seca e a úmida. A DMRI seca é a forma mais comum, correspondendo cerca de 90% dos casos, é também a que se instala precocemente a partir dos 50 anos de idade provocando apenas perda gradual da visão. Deve-se ao acúmulo de gorduras e proteínas sobre a mácula, segurando as células fotorreceptoras, prejudicando assim a transmissão das imagens para o cérebro através do nervo óptico. A perda parcial da visão pode interferir nas atividades cotidianas, como dirigir, ler e até cozinhar, por isso é essencial buscar ajuda médica para minimizar os transtornos na qualidade de vida.

Já a DMRI úmida que corresponde aos outros 10% dos casos é a forma mais agressiva e pode provocar perda total da visão. O aparecimento de micro vasos anormais podem crescer sob a retina causando extravasamento e degeneração rápida, existindo o risco de ocorrer nos dois olhos.

A origem da doença não tem uma única causa conhecida, mas sabemos que há alguns fatores de risco que aumentam a probabilidade de desenvolvê-la, como idade, predisposição genética, exposição a luz solar sem proteção, Hipertensão, Obesidade, ingestão rica em gorduras e açúcares, dieta pobre em verduras e frutas e Tabagismo.

Atualmente existem tratamentos capazes de estabilizar a evolução da doença. Esta semana o Sistema Único de Saúde (SUS) divulgou a ampliação do tratamento por meio da oferta do medicamento antiangiogênico e do exame de tomografia óptica, portanto busque ajuda na rede pública de saúde.

Inclua em suas rotinas de exames anuais o cuidado com a visão, quanto mais cedo for diagnosticada a Degeneração Macular, maior será a chance de preservar a visão central.

Portanto, a melhor forma de evitar certas doenças é a prevenção, cuidem da sua saúde ocular na juventude para evitar problemas futuros, não fume, use óculos de proteção contra raios ultravioletas ao tomar solou brincar de pipa, não use complementos vitamínicos sem orientações médicas, faça atividades físicas e garanta um envelhecimento mais saudável.

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui