27 C
Manaus, Am - Brasil
segunda-feira, abril 12, 2021

Literatura

Apesar das pilhas de cadáveres, o mito continuou a ser venerado

*Fernanda Torres Não importa se à esquerda ou à direita, nada é pior do que o populismo totalitário ungido de um poder divino. Ele era saudado como divindade. No início da revolução, aliou-se às milícias e...

Saudades da Zona Franca

Manaus celebra em 28 de fevereiro mais um ano da SUFRAMA – Superintendência da Zona Franca de Manaus. Recebo um WhatsApp de tia Idalina. -Li que a Zona Franca faz aniversário. Pensei que tinha acabado. Disse-lhe...

Tempo ferido…

*Manoel Domingos de Castro Não há esperança sem fé, Nem alegria sem busca, Parece que estamos inertes, Não captamos esses instantes, Frias horas, dias tristes, E as vidas sendo ceifadas... Parece que o amanhã não existe, E pagamos caro, mui caro... Sentimos arrepios,...

Fraternidade e cancelamentos

O Brasil continua dividido. Nem mesmo esse vírus terrível arrefeceu os ânimos. Pelo contrário. A pandemia se misturou com política. Há brasileiros enfrentando a morte em meio a desavenças políticas entre familiares e amigos. Não...

O baile dos sem-máscaras

Um mascarado empunhando um revólver e dizendo “a bolsa ou a vida” era a imagem de infância que eu tinha de um assaltante. Hoje já reciclei essa imagem. Nestes tempos de modernidade líquida, diversidade é...

Virei leitora da Folha por causa da Ilustrada e nela celebro o centenário

*Fernanda Torres A arte patina nesse início de milênio, e os cadernos de cultura emagrecem e fenecem espelhando a crise. A arte patina nesse início de milênio conturbado. Os jornais espelham a crise, com cadernos de...