25 C
Manaus, Am - Brasil
domingo, julho 21, 2019

Literatura

O meu tio no antigo cemitério hoje praça de são Francisco em Itacoatiara

Ele sim sabia tudo, uma por uma estas lajes: - ali enterrei meu mano, ali velei e chorei. Agora a ronda mudou, nada de cortejos fúnebres, caixões de azul e violeta face funda de coveiro. A ronda agora é rendada de meninos e...

Nascimento Caboclo

Era uma noite, E dentro das matas, As orquídeas expeliam O cheiro do amor... A lua prateava sonhos Que floresciam nos corações humanos. E no silêncio das águas Brotavam vidas... O rio que borbulhava No calor do vento Sorria com uma grandeza espiritual, Compreendida somente, Pela...

O Cantor da Velha Serpa

Caso não conheças, ainda, o emérito cantor da terra e do povo itacoatiarenses, leitor amigo, quero investir-me na honra de apresentá-lo a ti. Ei-lo: Francisco Gomes da Silva, misto de advogado e escritor, promotor de...

Autodefinição

*Oscar Niemeyer (1907-2012)   Na folha branca de papel faço o meu risco. Retas e curvas entrelaçadas E prossigo atento e tudo arrisco na procura das formas desejadas. São tempos e palácios soltos pelo ar, pássaros alados, o que você quiser. Mas...

Estalagem

Por que chora afinal esse Menino, se lhe trouxeram mirra, incenso e ouro; se há por ele no céu anjos e hinos, e é dele toda a terra e seus tesouros? Por que chora afinal esse Menino se o...

Ode à minha terra

Nasci na boca do igarapé do Carão onde o rio Amazonas parece uma toalha estendida na mesa, pano largo, aberto em amplas ondas. Quando lá voltei, a paisagem era outra, não mais existia a casa do meu pai e nas...