A pele do idoso

Se olharmos ao nosso redor, verificamos que tudo que é vivo nasce jovem e vai perdendo sua jovialidade com o passar da idade; isto acontece também com as pessoas e a pele faz parte deste comtexto. No campo do envelhecimento, a pele vai se tornando mais permissiva e cura-se mais lentamente, com o passar dos anos fica ressequida e vão surgindo rugas, manchas, etc. A maioria desses acontecimentos causa preocupação em termos estéticos, mas em alguns casos podem aparecer lesões benignas ou malignas.

À medida que a pele envelhece há a diminuição da renovação celular, deixando-a suscetível ao ressecamento. A pele enrugada e seca fica frágil, principalmente quando está muito desidratada, e por conta disto facilmente se lacera, formando hematomas por hemorragia sub-dérmica, ou úlceras que são originadas em decorrência da falta de circulação ou pressão sobre a cútis após longos períodos sem mobilidade.

Existem ainda os carcinomas de pele que preocupam a população da terceira idade por causa da exposição ao sol sem proteção. Este último é o de maior risco pela possibilidade de invadir outros tecidos e órgãos, e tem alta mortalidade.

Portanto, devemos ter cuidado com a nossa pele, não descuide da hidratação, tome bastante água ao longo do dia e use protetor solar quando estiver exposto ao sol por muito tempo. A alimentação balanceada também é um fator indispensável para uma pele saudável, coma frutas e legumes sempre! Evite também tomar banho com água muito quente e use cremes hidratantes à base de vitaminas C e E.

Quando existir uma lesão de pele que fuja do comum, que nunca cicatriza ou que haja sangramento, procure imediatamente um especialista para identificar se você não está na presença de um câncer de pele, principalmente se a lesão for na orelha,  na asa do nariz, lábio ou perto do couro cabeludo. Muito cuidado com a sua pele!

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui