Castanheira às margens da AM-10, próximo a Itacoatiara. Não existe mais: foi devorada por um incêndio possivelmente criminoso.

Poema recolhido da obra “Pedra Pintada (uma viagem à cidade da minha primeira infância)”, ainda inédita.

É uma castanheira antiga
de plantão à margem da estrada,
viu tratores e motosserras
cortarem as árvores altas.

Conserva o ar da floresta virgem
quando alimentava de frutos
os moradores desse mundo
antes de chegar o futuro.

Isolada ela está exposta
às tempestades da Amazônia
bem distante das companheiras
que só vivem bem quando juntas.

A árvore da estrada oferece
uma amostra da humanidade
que se vai ver no conteúdo
dos habitantes da cidade.

Compartilhar
Elson Farias
*Poeta e ensaísta. Ex-presidente da União Brasileira de Escritores do Amazonas e da Academia Amazonense de Letras. Nascido em Itacoatiara é uma das glórias dessa cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui