Livro que aponta relevância política de Itacoatiara no contexto nacional põe em relevo presidentes e presidenciáveis do Brasil que marcaram história no município.

Seguindo a praxe de estrear seus escritos na cidade em que nasceu, o historiador Francisco Gomes da Silva entregou aos seus leitores a sua mais recente obra: Presidentes e presidenciáveis da República em Itacoatiara, em cerimônia no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) em Itacoatiara-AM. O evento iniciou por volta das 18h, do dia 18 de dezembro de 2021, cumprindo todo o protocolo obrigatório de prevenção à pandemia da COVID-19, com a presença de professores, artistas, acadêmicos, autoridades e partidários da cultura historiográfica.

No cerimonial, sob a condução da Fundação Universidade da Terceira Idade (FUNAT), estiveram, compondo a mesa de honra, o prefeito Mário Abrahim, a primeira-dama e secretária municipal de assistência social Cristiany Costa, a coordenadora da FUNAT Lisette Bouez, a diretora geral do Instituto Federal do Amazonas Leonor Toro, a secretária municipal de educação Vanessa Raquel Miglioranza, o bispo prelado de Itacoatiara Dom José Ionilton e o autor da obra estreante. Na plateia, dentre os presentes, registramos os membros da Academia Itacoatiarense de Letras: Antonio Valdinei de Lima, Edval Meireles, Guilherme Fernandes, Leonildes Conceição, Raimundo Silva e a presidente Izidoria Amorim, a gerente do SENAC Songe Adegas, o subsecretário municipal de cultura João Bosco Borges, a vereadora Nilda Cerdeira, o presidente da Associação dos Itacoatiarenses Residentes em Manaus Manolo Olímpio, o ex-vereador e advogado Francisco Rosquilde, os membros do Instituto Geográfico e Histórico de Itacoatiara: Maria de Castro, Ronny Von Lira, Salomão Barros, Thyrso Munhoz e o presidente Claudemilson Nonato de Oliveira.

Após a apresentação do autor pela coordenadora da FUNAT Lisette Bouez, sua contemporânea, que expôs parte da trajetória de vida de Francisco Gomes, o prefeito de Itacoatiara Mário Abrahim ressaltou a importância da obra de Gomes como elemento essencial ao conhecimento dos fatos históricos de sua cidade, como o episódio da chamada Batalha Naval, que compõe o conjunto de acontecimentos grandiosos de Itacoatiara dentro de um contexto não apenas regional, mas sobretudo nacional. Abrahim salientou ainda a sua alegria de ver a publicação do inédito livro, que pelo próprio título já prenuncia o valor político do município em eventos inerentes a toda a nação brasileira, legando ao leitor detalhes daquilo que ocorreu quando da estada, em Itacoatiara, dos então presidentes do Brasil e dos, à época, candidatos ao Palácio do Planalto.

O representante maior da prelazia de Itacoatiara, Dom José Ionilton, depois de parabenizar o escritor pelo novo trabalho, recordou do referencial que a produção de Gomes representa: “Quando soube que viria assumir a prelazia de Itacoatiara, fui em busca de informações desta cidade, recorri às páginas virtuais de pesquisa e encontrei o Blog do Francisco Gomes, que logo me trouxe todas as informações preliminares de que precisa saber acerca do município. Lá achei uma riqueza de dados, fotografias e os livros dele. Por isso, digo que quem precisar saber qualquer coisa desta terra, consulte os escritos de Francisco. Já aqui em Itacoatiara, pude conhecer o Francisco e, posteriormente, ele escreveu o livro que conta a história da prelazia: Cronologia eclesiástica de Itacoatiara. Quero logo ler esse trabalho novo”, disse o bispo.

Em seu discurso, o escritor Francisco Gomes fez uma contextualização desde os períodos remotos do antigo povoado que deu origem à sua terra natal, a geografia peculiar daquele lugar dentro da complexidade da Amazônia, até a sua configuração política ao longo do tempo. O escritor lembrou de como a abordagem histórica era feita no início de sua vida escolar, e o seu anseio por mudanças: “Mandava-se pesquisar e estudar sobre, por exemplo, a região sudeste do Brasil, sobre a Europa, a Ásia etc., mas ficava inquieto com isso, porque queria saber do Jauari, das Pedras Pintadas, da Amazônia, dos peixes, da avenida Parque… o meu lugar não estava no currículo escolar de então. Assim, decidi que iria escrever acerca da minha terra, colocá-la, mais tarde, na bibliografia do mundo. Não parei mais de pesquisar. (…) Tudo o que fizer parte de Itacoatiara será disponibilizado em nossos livros”, analisou Gomes. Antecipando pistas do que consta do livro em lançamento, o autor comentou: “Não foi coincidência a visita, a Itacoatiara, de presidentes e presidenciáveis da república do Brasil. Eles estiveram aqui por diversas razões importantes que estão, igualmente, narradas nesta obra lançada hoje. Muitos de vocês presentes, de alguma forma, participaram desses acontecimentos e, por isso, aparecem também no livro.”

Antes do encerramento do evento, todos os que estavam no auditório receberam um exemplar da obra inédita, de igual modo, algumas instituições educacionais ganharam volumes para o seu acervo de acesso público. O escritor fez questão de anunciar que também entregaria exemplares às demais organizações que não se encontravam representadas no momento. Importa informar que a versão digital do livro já está disponibilizada aos seguidores da página virtual do autor, inclusive, para download gratuitamente, bastando acessar a seção “bibliografia” na referida página. Para quem quiser compartilhar com os amigos, é só enviar-lhes o endereço: www.franciscogomesda silva.com.br. 

SOBRE A OBRA 

Presidentes e presidenciáveis da República em Itacoatiara é a décima sétima obra de Francisco Gomes da Silva – historiador itacoatiarense, dedicado à investigação de suas temáticas há mais de meio século -, na qual são elencados pormenores da visita de nomes importantes da política nacional ao solo distante da terra da Pedra pintada. Neste livro estão registrados dados de há muito coletados pelo autor, incluindo não somente informações escritas, mas particularmente fotografias raras contextualizando tais informações. O próprio Francisco Gomes tornou-se testemunha ocular de parte daquelas visitas, uma vez que encontrava-se inserido no universo da política local, eternizado também nos registros fotográficos.

O leitor terá a oportunidade de descobrir o que tem a ver um Getúlio Vargas e um JK com o município de Itacoatiara, ou um Geisel ou ainda um Ulysses Guimarães no caminho dos caboclos itacoatiarenses. FHC e Lula já puseram os pés no solo da Velha Serpa? Quando? Em que circunstâncias? Francisco Gomes e seus celebrados contemporâneos Nelson Neto e Euler Ribeiro configuram-se de que maneira naqueles idos do século XX?

Texto do Professor, Poeta e Folclorista Salomão Amazonas Barros, filho do saudoso artista popular Zé Barros. Salomão Barros é professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM) e membro da Academia Itacoatiarense de Letras (AIL) e do Instituto Geográfico e Histórico de Itacoatiara (IGHI).
Compartilhar
Autor Externo
As publicações são fontes externas de outros veículos de comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui