Psoriase não mata, mas… maltrata!

1
1912

Existem vários tratamentos, mas nenhum leva a cura da psoríase. Lembramos alguns tratamentos: pomadas, banhos de sol com a pele hidratada e molhada, fototerapia com luz ultravioleta.

É uma doença de pele, genética e auto-imune, isto é, o próprio organismo agride a si mesmo. A palavra psoríase é de origem grega e significa “erupção sarnenta”. É uma doença crônica e hiperproliferativa da pele, cuja origem continua desconhecida, podendo ser grave ou não e que se distribui aleatoriamente dando preferência por couro cabeludo, pelas extremidades dos membros superiores e inferiores e que nunca deixa os joelhos sem lesões.

Estas lesões rosáceas, descamativas e pruriginosas, que soltam escamas como se fosse uma caspa na pele aparente, podem ou não vir acompanhadas de artrite. A doença atinge ambos os gêneros e principalmente as pessoas de pele branca entre os vinte e os quarenta anos de idade.

Como é uma patologia na pele aparente, a estética muitas vezes compromete as relações sociais, pois as pessoas pensam que é uma doença contagiosa e por conta disto, suas vítimas tem com freqüência distúrbios psicológicos graves com depressão, não querendo mais o convívio de outras pessoas pela sua aparência física que incomoda a todos, amigos e familiares.

A psoríase tem relação muito grande com o estresse individual, podendo ter mais e mais erupções com a mudança de humor por alguma pressão social, seja no trabalho, na escola ou mesmo no seio familiar.

Temos algumas dicas para quem tem psoríase. Por exemplo, a exposição moderada ao sol é benéfica. Deve-se evitar o estresse, o tabaco, o álcool, os betabloqueadores, os antiinflamatórios, os analgésicos e os antimaláricos. Evitar também mudanças bruscas de temperatura e sempre comunicar ao seu médico e ao dentista quais drogas está fazendo uso para evitar complicações com outras drogas que porventura possam ser administradas juntas.

Existem vários tratamentos, mas nenhum leva a cura da psoríase. Lembramos alguns tratamentos: pomadas, banhos de sol com a pele hidratada e molhada, fototerapia com luz ultravioleta. Fitoterápicos (Tropidate, Psorial). Psicoterapia é muito importante. Além de banhos com lama radioativa, cloreto de magnésio e agora mais recentemente a acupuntura.

Portanto esta é uma doença que não mata, mas maltrata!

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

1 COMENTÁRIO

  1. Li que na psoríase há uma alteração no Micro RNA 203 (miR 203).
    Porém, não sei se já tentaram desenvolver medicamento que diminua esse micro RNA 203. Há doenças em que o problema é no Micro RNA 155 e já existe medicamento contra esse miR 155 (não sei o nome do medicamento) e nem sei se esse medicamento já é vendido contra o miR 155 ou se está apenas em testes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui