Pescaria

0
135

No beiradão,
Sobre o jirau,
As iscas esperam
O animal…

À espreita, o bicho,
Rompe ligeiro e racional,
Sabe que a pesca
Não é normal.

Hoje há carne,
Isca de nome
Ante a cabocla,
O boto é homem!

Compartilhar
Salomão Amazonas Barros
Poeta e folclorista, atributos que herdou de seu saudoso pai – o popular Zé Barros. Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui