Penarol Atlético Clube

0
2910

Breve História

Na primeira metade do Século XX, mais precisamente nos anos 40, o Uruguai era a grande força do futebol mundial, vinha de duas conquistas Olímpicas, 1924 (Paris) e 1928 (Amsterdã) e uma Copa do Mundo em 1930 a primeira realizada no próprio Uruguai, em homenagem às suas conquistas Olímpicas.  Por volta de 1946 o time do Peñarol era a grande sensação no Uruguai, e gozava de enorme fama no cenário mundial.  Então, com a Europa do pós-guerra em reconstrução, o mercado futebolístico restringia-se à America do Sul, daí a razão pela longa excursão do Peñarol, por toda a Costa brasileira; desde o Rio Grande do Sul até Belém, e foi aí que se decidiu estendê-la até Manaus, como Itacoatiara era parada obrigatória de todos os navios com destino a Manaus, a delegação, resolveu fazer um treino técnico-desintoxicante no campo, onde mais tarde seria construído o Estádio Presidente Eurico Gaspar Dutra.  E a população ao tomar conhecimento do evento, compareceu em grande número para ver os astros do esquadrão do Peñarol, que à época era a base da Seleção “Celeste” do Uruguai, e que alguns anos mais tarde, vários destes atletas que por aqui passaram, dentre eles Ghiggia, levariam o Uruguai ao bi-campeonato Mundial em pleno Maracanã no Rio de Janeiro, o que ficou conhecido como “Maracanaço”.

Quase um ano depois, quando ainda era latente a lembrança da passagem por Itacoatiara daquele timaço Uruguai, um grupo de jovens e visionários amigos, entre eles Luis Calheiros Gama, Laureano Seixas, José Lemos de Abreu e Sebastião Mestrinho, liderados por Marcos Esteves, fundou em 08 de agosto de 1947 o nosso vitorioso Penarol Atlético Clube, agora sem o til (~).  Sendo Sebastião Mestrinho, há época oficial da Mesa de Renda do município, eleito por aclamação, o primeiro presidente do Clube.

Em 1980 o Clube disputou o seu primeiro Campeonato Amazonense de Futebol, seguindo na disputa ininterruptamente até 1989, depois disputou em 1991 e 1993, daí só retornando em 2007 via Série B do amazonense, do qual foi vice-campeão em 2008, quando ascendeu à elite do futebol amazonense, e já em 2010 sagra-se Campeão Amazonense, conquistando com isso o direito r epresentar o Amazonas na Copa do Brasil 2011, em jogo com o Paysandú do Pará, com quem travou uma acirrada disputa, tendo sido eliminado após uma derrota (2×3) em Itacoatiara e empate (2×2) em Belém. E  no Campeonato Brasileiro Série D – 2011, ficamos entre os dez melhores. Ainda em 2011, em final com o Nacional, chegamos ao bicampeonato amazonense, ganhando assim, novamente o direito de disputar a Serie D do brasileiro onde eliminamos o Santa Cruz(Pe) na primeira fase e perdemos para o Atlético Mineiro na segunda,  e Série D do Brasileiro 2012 onde ficamos em décimo quarto colocado entre ao quarenta participantes.

Fonte: Ignácio Guedes Júnior

 

 

 Galeria

[levo imgs=1,2,3,4,5,6,7]

Compartilhar
Autor Externo
As publicações são fontes externas de outros veículos de comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui