Meu gozo

0
189

Só quero acordar de manhã
E abrir a janela do fundo
E respirar o cheiro do mato
E deixar a brisa me cheirar…
E pular a janela descalço
E arrancar frutos amarelados
E morder o gosto encarnado
E encher a boca inteira
E não dizer nada…
Depois, regar a palmeira
Com alívio,
E sacudir a cabeça
E fechar os olhos
E olhar pra cima
E soprar o vento
E sair andando
Satisfeito
Com a língua ‘trava’!

Compartilhar
Salomão Amazonas Barros
Poeta e folclorista, atributos que herdou de seu saudoso pai – o popular Zé Barros. Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui