Manacapuru: a flor do Manacá

1
3230

Cidade-flor,

por alguma razão o teu nome surgiu do “Manacá”.

Nome da tua flor perfumada, linda,

singela flor – florindo – florejando

nas sacadas de Manacapuru.

Flor branca ou flor lilás,

mas sempre bela flor colorindo a cidade

que cresce dia a dia.

O ambiente se alegra com o verde de tuas folhas,

dando o verde à cidade em meio às flores matizadas

com este matiz que encanta – Manacá.

 

Tu te abririas como uma flor

ao progresso, à união, ao povo que te invade…

E por isso te abriste numa PONTE, também.

A ponte até parece um manacá…

A ponte linda e grande, dominando o rio Negro,

te ligando a Manaus!

 

Observação: a postagem deste belo poema tem o objetivo de homenagear ao ilustre e honrado cidadão, filho da bela e hospitaleira cidade de Manacapuru: Adonias Praia.

 Poema extraído do livro “Amazônia e o mundo”, que será lançado pela autora em Belém no dia 21/12/2014.
Compartilhar
Marília Menezes
Poeta e escritora. Ex-secretária da CRB. Trabalhou na Prelazia de Itacoatiara, em 1962-1963, ao tempo do bispado de dom Francisco Paulo Mc-Hugh (1924-2003), onde dirigiu o Colégio Nossa Senhora do Rosário. Em 1997 voltou a Itacoatiara para secretariar o bispo dom Jorge Marskell (1935-1998), até sua morte no ano seguinte. Sócia correspondente da Academia Amazonense de Letras. Reside em Belém, sua terra natal.

1 COMENTÁRIO

  1. Espetacular blog do amigo Francisco Gomes, homem de sábias e emocionantes palavras. Grande escritor itacoatiarense, riqueza de intelecto. Seu blog espetacular nos prende ao conhecimentos do incompreensível dos fatos verdadeiros que se passaram na cidade itacoatiarense “Velha Serpa” que só ele sabe por inteiro explicar. Parabéns Dr. Francisco Gomes da Silva. Que senhor possa nos agraciar sempre com seus conhecimentos e que Deus o abençoe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui