Difícil de Engolir

0
1019

Vários são os fatores de risco que podem levar a dificuldade para engolir nas pessoas idosas e principalmente nos acamados. Estes fatores podem ter origem no tubo digestivo ou fora deste.

Existem duas formas de “disfagia”. Aquela em que o bolo alimentar não consegue ultrapassar o orofaringe, quase sempre o paciente tosse e os resíduos alimentares vão para as narinas e causam uma sensação de afogamento, que na linguagem vulgar costuma significar que os alimentos foram para o gôto. A outra forma é quando o alimento já ultrapassou o orofaringe, mas não consegue progressão até o estomago e neste momento se apresentam outros sintomas: náuseas e vômitos. Em todos os dois casos sempre teremos complicações nutricionais sérias, principalmente se o paciente está acima dos setenta anos de idade.

As causas extra-tubo digestivo são na maioria distúrbios neurológicos, sequelas de acidentes vasculares cerebrais e tumores tanto intra-esofágico
como de outras regiões periesofágica comprimindo a luz do esôfago e promovendo a obstrução a passagem dos alimentos. Existe também disfagia como sintoma de hiper e hipotireoidismo.

Entre as doenças neurológicas que mais comumente podem ocasionar disfagia temos a Doença de Parkinson, o Tremor essencial e a Demência de
Alzheimer.

Distúrbio
No processo natural do envelhecimento ocorre a fragilidade das estruturas de sustentação dos órgãos e com isto a possibilidade de aparecimento de divertículos na entrada do esôfago, como é o caso do famoso divertículo de Zenke, que promove o distúrbio de deglutição. Infestação por parasitos na Doença de Chagas pode promover Um mega esôfago, com muitas complicações disfágicas.

O câncer de esôfago que é mais comum em idosos também é promotor de disfagia, quanto maior o tumor mais a obstrução esofágica é promovida.
Temos que ter muito cuidado com uso continuado de certos medicamentos, tais como vitamina C em altas doses, aspirina, sulfato ferroso, cloreto de potássio, antinflamatórios não hormonais, tetraciclina, teofilina, quinidina e quimiote-rápicos, pois todos comprovadamente são indutores de disfagia.

Sondas
Antes de fazer assistência mecânica com passagem de sondas pelo nariz ou pela boca para ser usado como via de administração de alimentos, devemos tentar uma recuperação   fisioterápica a ser feita por um fonoaudíologo, que tem o conhecimento de métodos especiais de reensinar a deglutir. É um processo demorado, mas quase sempre com êxito.

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui