Centenário da Igreja Batista

0
2022

No último sábado, dia 11 de maio andante, transcorreu o 100º aniversário da Primeira Igreja Batista de Itacoatiara (PIBI). Foram muitos discursos, cânticos e louvores. Eufóricos, os dirigentes e centenas de adeptos da tradicional denominação religiosa comemoraram o grande evento, que se baseou no lema: “100 Anos Proclamando Cristo. Jesus é o Mesmo Ontem, Hoje e Para Sempre”. Especialmente convidado, ali se fez presente o historiador Francisco Gomes, um velho e atento amigo que, a partir de seu primeiro livro lançado aos 19 anos de idade, em 1965, e sequenciado no seu sétimo, de 1998, registrou a história do templo protestante, um dos primeiros instalados na Amazônia. Principal orador da cerimônia destacou a trajetória da instituição e falou da sua importância no cenário amazonense.

Fundada no dia 11 de maio de 1913 pelo pastor sueco naturalizado norte-americano, Eurico Alfredo Nelson (1862-1939), a Igreja Batista de Itacoatiara (atualmente Primeira Igreja) tem uma linda história a contar. Desde o nascedouro lutando contra adversidades, preconceitos e intolerâncias, superou dificuldades e, graças ao excepcional trabalho operacionalizado por seus membros nos campos evangelista, educacional, social e moral, a ponto de crescer e se destacar entre tantas outras entidades cristãs.

Ao longo de cem anos tem sido pastoreada por homens do quilate de Firmiano Rodrigues da Silva (1887-1952), Darciso de Souza Medeiros, Francisco Santiago, Geraldo Dias Rocha, Raidno Cavalcante de França e seu atual gestor o pastor carioca Fernando Marques Ribeiro.

Dando suporte ao trabalho educacional da PIBI, o Colégio Batista Loyd Moon, fundado pelo pastor Darciso Medeiros em 05 de janeiro de 1959, tem contribuído para formar ilustres personalidades, homens e mulheres que se tem destacado na sociedade amazônico-brasileira. A título de exemplo destacamos os ex-alunos da denominação, juiz de Direito Raimundo Azevedo, promotor de Justiça Raimundo Andrade Bentes, o falecido vereador Bernardo Almeida de Oliveira (1946-2008), jornalista Darlinda Rego, dentre outros.

A história dessa bela, notável e benemérita instituição precisa ser escrita em toda a inteireza de sua trajetória, para que vingue o seu exemplo de persistência e de coragem, pautado na efetiva distribuição dos ensinamentos cristãos, de elevação dos valores morais e de respeito aos bons costumes. Parabéns ao povo batista. Vida Eterna à Primeira Igreja Batista de Itacoatiara.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui