Atenção ao TAS

0
633

O transtorno de ansiedade social (TAS) é caracterizado, fundamentalmente, pelo medo e ser avaliado de modo negativo pelas outras pessoas, o que pode levar a restrição de experiências, evitando situações sociais ou o desempenho de determinadas tarefas. Vale destacar que esses limites podem incluir tanto atividades que claramente exigem apresentação pública (sendo que encarar uma plateia para falar em público a situação mais frequentemente temida), como tarefas cotidianas tais como comer ou escrever na frente de outras pessoas, o que indica a amplitude de situações as quais as pessoas podem sentir-se expostas e avaliadas.

Assim sendo, o TAS é uma das condições mais prevalentes entre os transtornos psiquiátrico recentes por mudança comportamental da sociedade moderna. Tanto assim que nem sempre é fácil o diagnóstico deste transtorno. Por outro lado estes pacientes relutam em ir buscar diagnóstico L tratamento adequados em 1 unção dos mesmos evitarem encarar os próprios clínicos e ‘,8 queixarem verdadeiramente de suas dificuldades de encarar a realidade.

Existe ainda uma outra questão muito importante. É que os pacientes de TAS cursam com outras alterações psiquiátricas tardias como a esquizofrenia, que na maioria das vezes complicam mais ainda estes pacientes. Logo, aconselho às pessoas que tenham no seio de suas famílias, pessoas muito retraídas, inibidas, envergonhadas, que nem sempre vão bem na escola, no trabalho e mesmo entre seus familiares, que’ de imediato procurem auxílio de um bom clínico.

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui