A vida continua apesar da finitude

0
708

“O fato de você ter certeza que seu DNA está presente em outros seres, já lhe dá a garantia que você com certeza já se imortalizou”.

Nós nunca deixamos de permanecer na vida desde que nascemos.

Ao final deste texto você entenderá o “porquê”. Na realidade a imortalidade existe de fato, pois todos nós transmitimos genes que se perpetuam desde que haja a perpetuação da espécie.

As nossas células possuem um mecanismo assexuado de multiplicação celular, através da redução dos braços do DNA denominado telômeros. A cada multiplicação celular este telôremo encurta até o rompimento da cadeia do DNA e rompimento da célula, ou seja, até a morte celular que se denomina apoptose. Este processo que ocorre continuadamente também faz parte do processo natural do envelhecimento.

Cada vez que os dois gametas, tanto o masculino (espermatozoide) como o feminino (óvulo) se unem formando um novo ser, estes DNAs dos dois sexos se unem e promovem um novo DNA com as características dos originais. Daí você já se eternizou, logo a “imortalidade” se estabeleceu, e você irá estar presente para toda a vida, mesmo que já tenha perecido.

Mas segundo três pesquisadores americanos, que ganharam o prêmio Nobel de medicina em 2009 que descobriram uma enzima denomina Telomerase, esta que comprovadamente invitro evita O encurtamento do telômero dos DNAs das células, haverá a permanência da célula sem morte celular. Com isto a IMORTALIDADE de fato deverá acontecer. E quem nasceu neste século muito provavelmente, com o desenvolvimento genético vai “viver para sempre”.

Existe um grupo grande de prisioneiros na Espanha que para reduzir suas penas aceitaram se submeter aos testes com esta enzima, e outros testes laboratoriais em vivo e vitro estão evoluindo no estudo do uso correto desta enzima, pois ainda não se sabe se existirão manifestações colaterais negativas no uso das mesmas.

Contudo o fato de você ter certeza que seu DNA está presente em outros seres, já lhe dá a garantia de que você com certeza já se imortalizou. Por outro lado você pode se tornar Imortal do ponto de vista da intelectualidade, deixando para posteridade alguma coisa sua marcada no papel. Fique atento e imortalize-se!

Compartilhar
Euler Ribeiro
Amazonense, de Itacoatiara. Formado em Medicina em Belém (PA), o médico geriatra completou os estudos em SP e nos EUA. Foi secretário de Saúde do Estado e deputado federal. Fundador da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), ligada à Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Membro das academias amazonenses de Letras e de Medicina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor informe seu nome aqui